terça-feira, 9 de janeiro de 2007

Cicarelli e o tubo

Hoje não vou falar sobre música e sim de um assunto polêmico e importante que merece atenção. É o caso Cicarelli x You Tube.

Está um bafafá desde a semana passada do pessoal falando que o You Tube ia ser banido do Brasil porque a ex-senhora Ronaldinho ganhou um processo contra o site. Eu não acreditei que isso fosse mesmo acontecer mas hoje, por alguns momentos, pareceu que o absurdo estava prestes a se tornar realidade.

Analisemos o caso. O youtube é um site de conteúdo colaborativo, o que é na maior parte do tempo uma dádiva. No entanto, toda essa liberdade pode se tornar um problema já que abre espaço para conteúdo, digamos, impróprio, o que causa a revolta de pessoas que se sentem, digamos, ofendidas por tal conteúdo.

Uma das pessoas que se sentiu ofendida por um vídeo veiculado por um usuário (atenção para esse detalhe) do site foi a, digamos, modelo Daniela Cicarelli, protagonista de tal vídeo, um dos mais assistidos no último ano.

O que me impressiona é a própria Cicarelli ter tido a cara de pau de pedir o fechamento do site que foi apenas o meio de veiculação do vídeo. Foi ela quem escolheu uma praia movimentada como seu ninho do amor e devia saber as possíveis consequencias de tal escolha.

Mas o que me deixa boquiaberta é alguém dar razão pra esse tipo de insanidade e chegar mesmo levar a sério a proibição de um site revolucionário e que traz tantos benefícios que nem vou me dar o trabalho de enumerar.

A Cicarelli já tinha queimado seu filme com a tal história do casamento no castelo, ataque de ciúmes durante o casamento, gravidez, perda do bebê, separação e pensão milionária, tudo em apenas 3 meses. Quando a gente achou que já era suficiente, ela aparece fazendo na praia o que todo mundo já sabe e já viu. Não satisfeita, vai contra todo o seu público alvo e desorientadamente quer banir o YouTube do Brasil.

Alguém devia entrar na justiça para banir a Cicarelli do Brasil! Isso sim seria um ato admirável.


No site G1 você pode conferir todas as notícias relacionadas ao assunto, como o bloqueio do You Tube pela Telefonica e Brasil Telecon, a volta atrás da justiça e a opinião dos internautas, obviamente contra essa idéia absurda.