domingo, 31 de dezembro de 2006

Em reforma

Minha gente,

Como vocês podem ver, o blog está um pouco bagunçado. Resolvi colocar as funções do novo blogger no ar principalmente com o propósito de facilitar a navegação através de tags (ou marcadores, como estão falando por aí). Afinal, nada melhor do que tags para os posts, não é mesmo?

O problema é que o como o meu layout não é nenhum dos padrões do blogger, eu vou ter que montar tudo de novo, os estilos, os tamanhos das coisas, linkar as imagens, etecetera e tal. Não sei porque resolvi fazer isso bem hoje no dia 31 de dezembro. É óbvio que eu não consegui terminar antes da ceia, principalmente tendo em vista que uma mulher precisa de algumas horas a mais para se preparar para esse tipo de ocasião. Portanto, deixo as modificações em suspenso. Logo, logo tudo estará regularizado e funcionando muito melhor para todos nós.

=)

segunda-feira, 25 de dezembro de 2006

Notinha fúnebre: James Brown

O Natal acordou com uma notícia triste. James Brown, o godfather do soul, morreu hoje, aos 73 anos, depois de ser internado com uma severa pneumonia.

Aí vai um videozinho:

sexta-feira, 22 de dezembro de 2006

Palavrinha sobre o show do Udora

Então, minha gente... Finalmente está lá no Pílula o texto que escrevi sobre o show do Udora em Belo Horizonte, que aconteceu na quinta passada.

segunda-feira, 18 de dezembro de 2006

O bom filho sempre retorna

Na quinta feira passada a banda Udora fez seu primeiro show em Belo Horizonte depois de 4 anos. A platéia estava cheia, formada principalmente pelos fãs antigos que compareceram em massa.

Não posso deixar de comentar a falta de noção desses fãs antigos que ficaram gritando "Diesel! Diesel!" o show inteiro. Ok, eu entendo o saudosismo, mas isso é muita falta de educação com os músicos. Se os caras mudaram o nome da banda é porque a banda agora está em outra onda. Eles querem que público curta o novo som.

Bom, não vou falar agora sobre o show porque vou contar tudo em detalhes no Pílula Pop. E, se alguém aí assistiu o show, tirem uma dúvida minha. Fui ao banheiro durante a última música e quando eu voltei ouvi rumores de que uma pequeno desentendimento aconteceu no palco entre os músicos. Alguém confirma?

***
Demorei esse tempo topo para falar sobre o show do Udora porque no dia seguinte fui pro Rio dar uma descansada. Por sorte, nessa semana estava acontecendo o festival Algumas Pessoas Tentam, que recebeu a Invasão Sueca na quinta feira. Infelizmente não vi a Invasão Sueca, mas fui ao evento no sábado. Naquela noite o Espaço Cultural Hombu e o Casarão Cultural dos Arcos, que ficam pertinho um do outro, intercalaram os shows de 10 bandas, que foram os seguintes:

La Pupuña, Fanfarra Paradiso, Nervoso e os Calmantes, Fossil, Mr. Spaceman, Motormama, The Cigarettes, Supercordas, Luisa Mandou Um Beijo e Grenade.

Não assisti a todos eles, mas dos que eu assisti o que eu mais gostei foi La Pupuña com sua energia latina. Apesar do cansaço eu fiquei louca pra dançar, mas como lá só tinha indies, acabei ficando constrangida. Como é de conhecimento geral, indies não dançam. Eles encostam na parede, fazem cara de que não é comigo e aplaludem uma ou outra musica. Assoviar, nem pensar!

A noite tinha um esquema que era o seguinte: você pagava uma entrada e ficava indo do Hombu pro Casarão, do Casarão para o Hombu, para ver os shows alternados. A idéia é bem legal, ainda mais tendo em vista a grande diversidade que se pode testemunhar no bairro da Lapa. A caminhada de 20 metros de um lugar ao outro é um show à parte e contava com a participação especial de um bêbado que desmaiado entre dançarinos de funk, travestis, indies com suas mochilinhas.

O problema desse esquema foi que não era permitido entrar nas casas com cerveja de fora. Então, o que acontecia era o seguinte. Você comprava uma cerveja e quando eu estava no meio dela o show acabava (os shows eram curtos pra gente agüentar 10 numa noite só). Imediatamente, se não um pouco antes, o próximo show começava, em outro lugar. Eu tinha que abrir mão, ou da cerveja, ou do show. Muito mal articulado isso. Acabei ficando expert em transportar latinhas de cerveja abertas dentro da bolsa.

terça-feira, 12 de dezembro de 2006

Isto não é uma lista de fim de ano

É inevitável fazer as famosas listinhas dos melhores e piores quando o ano vai chegando ao fim. Mas essa ainda não é uma das minhas. Por enquanto só venho dar algumas dicas de blogs de música que eu ando lendo:

Music for Robots
Tiny Mixtapes
Stereogum
The DIY Rockstar
Gorilla vs Bear

E agora a categoria de música do cokering está bombando! Está bem mais diversificada e inevitavelmente mais legal. Abaixo estão os que eu mais visito (porque são blogs que têm a ver com o tipo de música que eu gosto), mas não deixem de ir ao ring para conhecer todos os participantes.

Arcoirá
Young hotel foxtrot
Mazzacane
The Strokes Higher

Se alguém tiver alguma indicação de blog de música, deixe um comentário. :)

segunda-feira, 11 de dezembro de 2006

Zune

Finalmente a Microsoft fez alguma coisa certa.

Depois de demorar séculos para lançar seu tocador de MP3, o Zune, pelo menos acertou a mão no marketing de lançamento por meio do site Zune Arts.

Vários artistas e designers foram recrutados pelo principal competidor do Ipod para criar suas próprias peças que usam desde imagens estáticas até animação.

O resultado é uma bela e divertida combinação de estilos que traduz o que é um MP3 player.

zune

quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

Music (?) Television Brasil

Que a MTV já desistiu do assunto música há muito tempo, isso não é novidade para ninguém. Mas agora é oficial, segundo o diretor de programação Zico Goes, que a partir de 2007 a MTV Brasil seguirá os passos da sua matriz e não contará mais com videoclipes na sua grade. Mas ninguém falou sobre abrir uma MTV2, como aconteceu nos EUA depois que a MTV1 tomou esse rumo.

Quando apareceram com aquela VJ Luiza e seu Ya Dog! eu cheguei a acreditar em uma leve volta às origens videoclipticas e comentei aqui sobre isso. Até voltei a assistir o canal durante um tempo por causa desse programa. A própria revista da MTV voltou a tratar mais de música e menos de assuntos gerais, pelo menos até quando era possível comprá-la na banca.

Segundo o Zico Goes, o as pessoas não usam mais a televisão para assistir videoclips, mas sim outros meio digitais. Será? Tenho minhas dúvidas.

Não sei se é saudosismo da minha parte, mas ainda gosto de viver alguns momentos no shuffle do VJ, ser surpreendida com um clipe em primeira mão, ter o conforto de assistí-lo em boa resolução e numa tela de vaaaaarias polegadas. O clip assistido no U Tube só serve para matar a curiosidade, e muitas vezes para curar a fissura de alguma música.

Está certo que eu não entendo nada de público alvo e provavelmente o canal comprou uma pesquisa muito cara para saber que esse era o melhor caminho (lê-se mais lucrativo). Só acho que eles deviam acabar logo com a palhaçada de continuar se chamando de Music Television. Que tal mudar para Reality Show Television, ou Low IQ Television, ou I Suck Television?

terça-feira, 5 de dezembro de 2006

Overmixter - Brasil + África do Sul

Há algumas semanas eu falei aqui do ciclo de debates Stereomundo, promovido pelo Overmundo, que aconteceu aqui em Belo Horizonte. Foi um espaço que gerou discussões ligadas à cultura e internet que ainda estão num estágio inicial aqui no Brasil, principalmente nos meios não especializados.

O Overmundo é ainda um dos poucos sites brasileiros considerados web 2.0, mas com certeza é um dos mais interessantes de toda a rede. Ele combina várias técnicas utilizadas em sites de conteúdo colaborativo pelo mundo afora, o que torna a troca de conhecimento bastante eficiente e funcional.

Agora o Overmundo está promovendo o Overmixter.

O Overmixter é uma parceria entre o CC Mixter e o Overmundo. Assim como a sua versão americana, o Overmixter é um espaço para músicos, djs e bandas compartilharem samples, vocais e remixes. Tudo licenciado em Creative Commons.

Para comemorar esse espaço, está sendo lançado junto com o projeto o Overmix BraSA, um concurso de remixes entre Brasil e África do Sul. O vencedor da África vem tocar no Brasil, e o vencedor brasileiro vai para Johanesburgo, na África do Sul, tocar em um dos mais animados festivais de música eletrônica do país. Brasil e África se remixando! (Aliás, o que acontece desde sempre). Confira o regulamento na página do Overmixter: as inscrições vão até janeiro de 2007.

Como o Overmixter é parte integrante do Overmundo, quem já possui cadastro no último é só utilizar o mesmo login e senha. O Overmixter é um canal de divulgação, produção e diversão. Baixe, remixe, disponibilize, troque.