quinta-feira, 29 de junho de 2006

Gig Posters

Se você adora posters como eu, principalmente se são dos show das suas bandas preferidas, reserve algumas horas para se perder na infinidade de posters incríveis do gigposters.com

Alguns dos meus preferidos, todos criados pela Aesthetic Apparatus:

Posters

segunda-feira, 26 de junho de 2006

Blogs de MP3

O que é o advento do MP3, não é mesmo, minha gente?

Esse incrível e compacto formato de áudio facilitou a vida de todo mundo e complicou a de muita gente também. Vamos resumir e pular toda a confusão que rolou depois que um menino criou um programa que servia pra trocar esses arquivos com seus amigos, ou com o mundo todo.

Agora o que está usando é baixar os arquivos direto da net. Pessoas do mundo inteiro disponibilizam álbuns completos e divulgam o endereço em blogs e sites de relacionamento. É só pesquisar e baixar.

Esses aqui são alguns blogs de mp3 que eu recomendo:

Indiesurfer

Indienation

Mercado de Pulgas - pra não dizer que eu não curto música brasileira

Música Social - muita coisa ao vivo.

Part of the Queue

terça-feira, 20 de junho de 2006

"Stars of CCTV" - Hard-fi

Depois do fim de semana prolongado, com jogo do Brasil e tudo mais, volto com uma resenha pro Pílula Pop sobre o disco do Hard-fi que é lançado tardiamente por aqui. Quem se interessar, pode ler e comentar aqui.

quarta-feira, 14 de junho de 2006

Reencontros, revivals, reuniões e todas essas bobagens

No último mês só se falou show de reencontro dos Mutantes em Londres. Alguns acharam uma boa idéia, outros falaram que os irmãos Sérgio e Arnaldo já passaram da idade, malharam a escolha da Zélia Duncan para substituir Rita Lee, falaram que não tinha validade um reencontro dos Mutantes sem a Rita Lee, aí vinha mais alguém e retrucava dizendo que Rita Lee não fazia falta, que ela não era a essência dos mutantes e talecoisa.

Acho essa discussão chatérrima e evito sempre que posso principalmente porque acho que não faz sentido discutir a qualidade do reencontro enquanto que a questão realmente importante é a sua validade.

O que eu digo sobre essa reunião é o que eu digo sobre qualquer reunião: é tudo uma grande bobagem, não faz sentido e é tão insignificante quanto a longevidade do matrimônio do baby humm-bop. Reuniões deviam ser banidas. Qualquer coisa tirada do seu contexto se torna uma enorme bobagem falsamente emotiva e nesse caso, o que é ainda pior, uma desculpa dos músicos que eu tanto respeitava para ganhar algum dinheirinho extra enquanto há tempo.

Inspiro-me nas palavras de Jess Harvell (?!Pitchfork) para comparar a cultura da reedição a uma escavação arqueológica. Faz você pensar no passado, mas não serve pra muita coisa hoje em dia. E por mais importante que tenha sido aquilo em alguma época, hoje não passa de um monte de poeira e algumas pedrinhas.

segunda-feira, 12 de junho de 2006

Strokes, Vedder e Homme

Os Strokes chamaram Eddie Vedder e o Josh Homme (QOTSA) para gravar um cover do hit de 1972 de Marvi Gaye, "Mercy Mercy Me". A canção será o lado B do single dos Strokes "You Only Live Once", que será lançado em julho. Os vocais da música serão compartilhados por Julian Casablancas e Eddie Vedder, enquanto Homme divide os afazeres percussionísticos com o baterista dos Strokes, Fabrizio Moretti. A banda, que atualmente está em turnê, recentemente gravou vídeo para o mesmo single em Los Angeles.

Tradução tosca e não-literal de uma notícia da Rolling Stone Mag.

quinta-feira, 8 de junho de 2006

Daft Punk no Tim Festival 2006

Boas notícias, pessoal!
Daft Punk is playing at OUR house!
As datas são 27/10 no Rio de Janeiro e 29/10 em São Paulo, no maravilhso, sensacional, incrível Tim Festival.

Para esquentar, um vídeo deles ao vivo no Coachela esse ano:



E o vídeo original da mesma música, Technologic (inclusive eu devia escolher uma outra música para colocar aqui, já que essa foi trilha de um dos anúncios do ipod Shuffle, mas eu não tenho princípios):

terça-feira, 6 de junho de 2006

Ipod suicida

Eu caí no conto do ipod e estou de mau-humor, portanto, se você não está com ouvidos para reclamações nesse dia sinistro (6/6/6), melhor fugir para outro blog.

Resumo da história: Comprei um Ipod Shuffle em abril de 2005. Em abril de 2006 eu continuava feliz e satisfeita com meu aparelhinho mágico que me fez correr até 10 km. Certo dia resolvi ligá-lo, da mesma forma que fiz inúmeras vezes. Apertei o play e ao invés de acender uma luzinha verde e produzir algum som, o ipod piscou luzinhas verdes e amarelas intercaladas. Não me preocupei muito e esperava que, quando tivesse um computador ao meu alcance, um restore resolveria meu problema.

Não resolveu. Depois de todas as tentativas possíveis, de seguir todas as instruções do site, resolvi sucumbir e aceitar que a solução estava além do meu alcance. Fiquei triste e resolvi não pensar no problema durante um tempo, até que hoje, finalmente levei o aparelhinho na assistência técnica e o que eu temia se confirmou:

Meu ipod morreu! Morreu de morte morrida. Não tem conserto. Eu pergunto: como assim não tem conserto? Não pode existir um produto sem conserto!

O pior de tudo é que, segundo o técnico, não se trata de um problema de hardware. Não tem nada quebrado ou estragado lá dentro. Ele me disse que, sem mais nem menos, quando um conflito de arquivos pode acontecer, ou sem motivo nenhum o sistema interno do ipod dá pau.

A única opção que me foi dada era mandar meu ipod de volta pra apple, pagar uma quantia quase equivalente a um novo para então receber um novo. Isso me fez pensar se o meu ipod não ia ser restaurado e reutilizado, já que ele me parece bastante íntegro, a não ser pelo fato não querer tocar músicas.

Aquele avarento safado do Steve Jobs fica seduzindo o mundo com seus produtos bonitinhos e ordinários e levando a cultura americana do descartável ao extremo. As pessoas compram um ipod e logo, logo já querem trocar pelo modelo novo. Aqueles que se acham espertos e que pretendem ficar com o mesmo ipod durante anos também se dão mal porque nenhum ipod funciona anos... é uma das maiores lendas urbanas dos anos 00's, para quem não sabe.

Pesquisando na net, vi que ipods morrem dessa forma freqüentemente e que algumas pessoas já estão avisando o mundo a respeito dessa picaretagem. Seguirei o mesmo caminho e vou criar um site onde todas as pessoas que compartilham do meu sofrimento poderão se unir e fazer uma revolução contra a fckn apple!

E olha que eu estou muito nervosa. Preparem-se.

quinta-feira, 1 de junho de 2006

Pensando em voz alta

Viram que eu mudei o top 5, né? Perceberam que estou quase over os Libertines? (aff... quem eu estou tentando enganar?) Agora estou numa fase de transição para Built to Spill. Já gostava da banda, mas nunca prestava muita atenção. Eles lançaram um disco novo esse ano e desde então ando escutando bastante. Recomendo principalmente a primeira faixa, chamada “Goin' Against Your Mind”. Não coloquei essa no top 5 porque o arquivo estava gigante e ninguém ia ter paciência de esperar para ouvir (assim que eu arrumar um menor ou conseguir diminuir esse, eu coloco aqui). Então coloquei a minha segunda preferida: Traces. A outra imperdível é Liar, mas todo o disco é muito bom.

Agora, uma banda de que todo mundo anda falando é essa tal de She Wants Revenge. Não gostei mesmo. Pareceu-me uma imitação fajuta de Interpol, uma banda que nunca me desceu bem. Além disso é 80 demais, o som é sintetizado demais. Não consegui ouvir mais que 5 músicas.

***

Além do Zoe's radio, outro podcast que eu ando ouvindo é o da Mar Sellar. Ela definitivamente não é das melhores locutoras que já cruzaram meu caminho. Inclusive recomendo urgentemente uma consulta fonoaudiólogica porque o problema de rouquidão da moça é sério. Fora isso, ela tem bom gosto e o podcast que se chama Rock on London, tem de fato rocked London. Dizem que é um sucesso por aquelas bandas.

Mas o que eu vim dizer é que eu recomendo a música que abre última edição de Rock on London. Ela se chama "I do dream you" e é da banda italiana Jennifer Gentle. Você pode escutar algumas músicas no site da banda.

(coloco o arquivo aqui em breve)

***

Para quem está em BH, não se esqueçam que hoje tem festa do Pílula Pop lá n'A Obra com as bandas Columbia (RJ) e Ímpar (BH). Evento econômico e imperdível no lugar mais quente da cidade!

Disco do Thom York, o solo, vaza na rede

Quer ouvir? Eu quero.
Baixa aqui ó.